Home » Nossa história

Nossa história

Em 1987, os fundadores da organização receberam da Associação de Moradores do Mucuripe, em Fortaleza, uma solicitação muito especial: colaborar para a publicação do jornal da comunidade.

Este fato desencadeou prolongadas pesquisas e uma série de ações envolvendo mídia impressa popular. Durante este período, o Comunicação e Cultura acompanhou o trabalho de mais de 30 grupos de editores no estado do Ceará.

Em junho de 1991, foi lançado o programa Jornais Comunitários Associados, com o objetivo de facilitar a publicação de jornais populares editados nos bairros da Região Metropolitana de Fortaleza. Nasce oficialmente a ONG Comunicação e Cultura.

Em 1994, a instituição passou a priorizar o trabalho no contexto escolar, considerando a comunicação e a liberdade de expressão como ferramentas importantes para o aprimoramento dos processos pedagógicos e para a própria mudança institucional da escola pública.

Em junho deste mesmo ano, foi implantado o programa Clube do Jornal, que apóia a publicação de jornais estudantis editados com autonomia por adolescentes do ensino médio.

A atuação nas escolas foi ampliada em 1998 com o Primeiras Letras, que viabiliza a publicação de jornais escolares com textos e ilustrações dos alunos do ensino fundamental, do 1º ao 5º ano. Cada escola tem seu próprio jornal, que é publicado várias vezes ao ano.

Em 1999, a instituição foi contemplada com o Prêmio Itaú-UNICEF Educação & Participação, na categoria Ações Complementares à Escola, a mais alta distinção nacional para ONGs, nessa área.

Com o objetivo de difundir o jornal juvenil pela cidade e democratizar os meios de comunicação em Fortaleza, em 2007, foi criado o programa “Jornais Juvenis Associados”. A iniciativa promove a formação de 20 grupos juvenis dispostos a produzir jornais comunitários como instrumentos de expressão jovem e mobilização comunitária.

Voltar