CLASSES MULTISSERIADAS TÊM JORNAIS

As escolas rurais multisseriadas, nas quais um mesmo professor dá aula para alunos de idades e níveis educacionais
diversos, atendem as populações do campo ou da floresta mais dispersas e isoladas. Essas comunidades necessitam dessas escolas para as crianças acessar conhecimentos, bem como, para o fortalecimento da dinâmica social (elas permitem a socialização das crianças e geram vínculos entre os pais).

Entre os anos 2003 e 2014, 32,5 mil escolas multisseriadas foram fechadas, em um movimento de racionalização administrativa que contribui para a desertificação demográfica do espaço rural. O Instituto Chapada de Educação e Pesquisa, na Bahia, trabalha para o fortalecimento dessas escolas através da formação dos professores e equipes das Secretarias de Educação.

Nesse contexto, firma-se a parceria com o Comunicação e Cultura para implantar o jornal em 50 classesmultisseriadas de oito municípios do território Chapada Diamantina, na Bahia (Tapiramutá, Boquira, Souto Soares, Ibitiara, Iraquara, Itaetê, Novo Horizonte, Seabra) aos quais se soma Xique-Xique, no semiárido adjacente.

Cada turma multisseriada tem o seu próprio jornal, que pode publicar duas ou três vezes em 2016. Além de melhores resultados educativos, procura-se gerar um maior envolvimento e participação dos pais dos alunos, além de uma valorização da escola rural multisseriada.

Os resultados preliminares, medidos pelo envolvimento dos alunos e professores, são muito estimulantes. Os jornais das classes multisseriadas já estão circulando na Bahia.

Apoio:
novo_logo_icea

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *